novembro 28, 2008

aqui.viena

Sendo que o frio austriaco nao me gela os ossos,somente me acorda para um inverno mais intenso e profundo. Esfria-me o rosto que obriga a uma burka ocidental, e me aviva as bochechas pelas amizades reencontradas.
E se ainda o vinho quente me soubesse deliciosamente, me avivasse memorias filandesas e suicas, como os sitios por onde me experimento trazem tantos detalhes, tantos sentidos despertados e positivos.
E Viena apresenta-se assim imponente, atraente e cheirando a mercados de natal.
Traz com ela a esperanca de novos percursos citadinos calcorriados, e avioes e comboios que nos levam exactamente onde deveriamos estar, dando sentido a antecipacoes mal interpretadas, que com calma se manifestam achocolatadas e recuperaveis.
Sem acentos, de ferias e tao optimista com o futuro.

1 comentário:

susana disse...

..aproveita bem amiga...
beijinhos ;)