fevereiro 26, 2006


climbing.fortune.seeker Posted by Picasa

climbing.fortune

Daí que superei antigos limites. Vejamos os psicológicos, a esfera dos receios sem utilidade e com fundamento expirado. Porque o futuro não se altera por recearmos o que quer que seja. Nem construo hoje o que desejo porque assim me limito e estranho. Seja interferências, desajustes de expectativas, ou "coisa ruim" pura e dura, abandono as crenças de perda e rejeição, porque com cada desafortunamento aprendo-me novamente.
Que o vento danse, fisicamente, entre cada dialéctica. Que na subida, a minha respiração se controle e descontrole como uma música de optimismo, e esperança. O topo que se encurta à medida que me sinto mais eu, mais conhecedora dos mecanismos em que encontro a paz, a empatia e o progresso. E talvez, um dia, não seja preciso mais segurança. Porque a vida leva-me feliz.


fevereiro 17, 2006

sem.querer

Sou Culpada
De Te Roubar A Alma
De Querer Toma-La Pra Mim

Sou Culpada
De Perder A Calma
E Não Deixá-Lo Ir Embora Sem Se Despir

Sou Culpada
De Te Querer Sem Fim,
Sim, Sim

Pode Me Prender
Pode Me Enlouquecer
Pode Me Culpar Por Tudo
Eu Me Entrego

Só Não Me Culpe
Pelo Amor Que Sente
Isso Foi Realmente Sem Querer

Daniela Mercury

fevereiro 07, 2006