setembro 24, 2005

mulungo.feeling

Antes do mata-bicho, decido contar. Organizar experiências que repintaram a estrutura. Sinto os meus pés a arreliarem a areia, marcando-a profundamente em cores de pele e dos meus cabelos. África deixou-me aparvalhada, num estado de deslumbre com a coerência de tudo o que é pequeno, sentido, colorido e imaginado.
A colagem perfeita entre o meu lado emocional e aqueles lugares, inexplicável, são coisas de almas, relativizadas pelos tempos. Talvez.
Chegou aos meus sentidos a calma austral de quem aprecia a beleza de um lugar destruturado, mas cheio de vida, acumulada em sorrisos perfeitos e corpos que desafiam paradigmas impostos de sociedades de mulungos.
Olhares que revitalizam fechamentos, que obrigam a necessidade de se surpreender com tudo o que se pensava já visto, já conhecido.

mata-bicho - termo moçambicano para pequeno-almoço
mulungo - branco em Ronga

3 comentários:

Anónimo disse...

Reporters Without Borders provides guidance for blogging from within...
The Handbook for Bloggers and Cyber-Dissidents is an introduction to blogging and avoiding torture.
Hi, I like your blog website. Some interesting reading thats for sure. Keep up the blogging! heh heh heh.

p.s. If you have a minute please visit my isp services site.You can find the best prices and discounts on isp services services. Thanks!

goneWho disse...

"(...)um lugar destruturado,(...)"?
era preciso q o conceito fosse o mesmo para todos..mas...se assim o sentiste, Who am I to say something else.

tudo tem a sua ordem...e a sua desordem (...numa forma visivel, "um lugar")

...eu é que já tardo

Tres4 disse...

havemos de lá voltar, nem que seja só para um mata-bicho ou quem sabe para nos tornarmos um pouco mais mulandis...ou ainda para nakumbela um sorriso daquelas crianças outra vez...que saudades :')...10000bijus grandes