dezembro 17, 2007

desta-vez-não-me-desculpo

Com algum afastamento da reflexão destas páginas digitais, o certo é que algumas fases importantes transportaram-me até este dezembro que encerra 2007. Engraçado como não me pareceu estranho não ter muito para dizer, ou para reflectir. Continuo a acreditar que a experiência me tem obrigado a não intelectualizar tanto, o que me esforço todo o santo dia por racionalizar.
Abrando a minha necessidade de controlo. Exaspero porque não é uma zona de conforto minha: expressar emoções, deixar que os projectos se circulem um pouco, que outros controlem um pouco as minhas determinações evaporantes. Tenho sem dúvida crescido muito. É bom quando outros libertam em nós estruturas rígidas e com confianças verdes.

3 comentários:

Metamorphosis disse...

Tudo isso é bom sinal:) é um crescimento mesmo e positivo:)

Beijinhos:)

adam brown disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Jaime Silva disse...

Olá Liliana,

Talvez seja um bom sinal nao teres que te expressar tanto... mas eu tenho pena porque gosto de ler o que escreves...

Um beijinho,

Jaime